Por que evangelizar o Peru?

21/03/2015 07:16

 

Com uma população estimada em mais de 30 milhões de habitantes e uma cultura marcada pelo sincretismo religioso, o Peru é hoje o maior campo missionário na América do Sul.

 

O sincretismo religioso é muito forte, as festas locais caracterizam-se pela mistura do catolicismo, magia, adoração a objetos sagrados, veneração a rios, plantas, uma mistura de crenças que se transforma em ritos e se repetem por toda parte do país. Nos festival da colheita dão graças à pachamama, e suplicam a madre de tierra por água, são cerimônias com a benção católica. Na selva há os “chamanes” e bruxos que realizam rituais mágicos, tais rituais viraram turismo, e em Lima há muitas agências de viagem que levam o turista até o lugar onde são realizados.

 

O Peru é o país com o menor número de evangélicos na América Latina, um número reduzido de apenas 4% da população. Em alguns lugares do Peru, o índice não passa de 1% de seus habitantes, em outros, não há sequer o registro de uma igreja evangélica. Aproximadamente, 95% da população é católica, e a maioria dos fieis vão à igreja porque estão presos a uma tradição cultural, e não por convicção religiosa.

 

Já o Brasil é o país com o maior número de evangélicos na América Latina e o ocupa o sexto lugar no mundo. É nosso dever fazer missões no Peru, urge aceitar ao chamado “Ide ao Peru”.

 

Aproveite a oportunidade de aprender o espanhol, uma das línguas oficiais do Peru. Prepare-se para a obra, como aceitar ao ide de Jesus se você não fala a língua deles? Os peruanos são pessoas de fácil convívio e estão abertos ao evangelho, porém é necessário ir até eles.

 

Ore! Contribua! Participe!